Jornalista acusado de estupro pede transferência para o Centro de Custódia

Leonardo Heitor

A Secretaria de Segurança Púbica de Mato Grosso confirmou ao Olhar Jurídico que o jornalista e ex-assessor parlamentar Leonardo Heitor Mirando de Araújo entrou com pedido para a transferência ao Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

Acusado de assédio e estupro, ele está preso preventivamente desde a noite de segunda-feira (25) no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC). O requerimento ocorre após juntada de diploma em curso superior. O documento não foi apresentado na data da audiência de custódia.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o mandado de prisão contra Leonardo foi expedido por descumprimento de medida protetiva. Ele teria ido até um prédio onde uma vítima estava.

O caso

As vítimas se uniram em um grupo de WhatsApp depois que uma matéria do Espírito Santo (publicada em julho e que relatava que Leonardo foi indiciado naquele estado pelas mesmas práticas) foi encontrada.

De acordo com a criadora do grupo, além do envio de fotos e vídeos pornográficos, há também denúncias de estupro, tentativa de estupro, ameaça e difamação.

As mulheres identificaram o jornalista, que usava o mesmo perfil ‘falso’ para entrar em contato com todas. Ele chegou a utilizar chips de Brasília e São Paulo, e enviava fotos e vídeos pornográficos, além de mensagens.

O jornalista também foi denunciado por Yuri Mariano, de Portugal, dono das fotos que Leonardo usava em seus números falsos.

Um dia após as denúncias, Leonardo foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do deputado estadual Ulysses Moraes (DC).

Fonte: Olhar Jurídico

Foto: Olhar Direto

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *