Advogada é detida ao tentar entrar com câmera espiã na PCE; veja vídeo

pce(7)(2)

A advogada Priscilla Braga Alves, de 30 anos, detida na tarde da última terça-feira (10), na Penitenciária Central do Estado (PCE), ao tentar entrar na unidade com diversos equipamentos tecnológicos, entre eles uma câmera espiã, alegou aos agentes penitenciários que o objeto seria utilizado por seu cliente para comprovar maus tratos que, supostamente, os reeducandos vêm sofrendo no local.

Aos policiais penais, a advogada teria alegado que tentou entregar para um dos presos materiais de filmagem para provar que eles estariam sofrendo maus tratos por parte dos agentes dentro da unidade.

O fato é negado pelos agentes, que apontam que os reeducandos têm brigado entre si e depois colocado a culpa nos servidores do sistema prisional, com o intuito de descreditar a operação que está sendo realizada no local.

Por conta disto, o Estado afirma que tem tomado todas as cautelas para garantir a integridade dos presos e que, após qualquer denúncia de agressão, eles são levados para realizar exame de corpo de delito, para averiguar a veracidade.

 

Fonte: Olhar Direto

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *