Sessão extraordinária na Câmara tem bate-boca entre Misael e Abílio

confusao-na-camara

A sessão extraordinária da noite da última sexta-feira (27), realizada na Câmara Municipal de Cuiabá, teve mais um bate-boca entre o vereador Abílio Brunini (PSC) e o presidente da Casa, Misael Galvão (PTB). A confusão se deu durante a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 e de sete mensagens do Executivo.

A confusão começou quando o vereador Abílio Brunini questionou a criação de verba indenizatória para a maioria dos servidores comissionados da Prefeitura de Cuiabá. Conforme a oposição, a medida deverá aumentar o gasto nos cofres públicos do município de quase R$ 23 milhões.

O vereador Luís Cláudio (PP) rebateu as contas feitas pela oposição e disse que, na verdade, o salário dos comissionados está sendo reduzido. A Verba Indenizatória (VI) seria para complementar e fazer com que o salário ficasse o mesmo que já é atualmente. “Com isto, estas pessoas terão o 13º e as férias calculados sobre o salário base. Teremos uma redução nos custos. A verdade é que os vencimentos irão diminuir”.

Durante o bate-boca, Abílio disse que Misael seria uma vergonha como presidente da Casa de Leis. Irritado com a situação, o presidente da sessão pediu para que fosse cortado o microfone do parlamentar e deu mais uma advertência a ele.

Com 16 votos favoráveis, a Câmara Municipal de Cuiabá aprovou durante sessão extraordinária o projeto de Lei Complementar, de autoria do Executivo Municipal, que trata sobre a organização administrativa e gestão dos cargos em comissão do Palácio Alencastro.

Na prática, a proposta garante uma reforma administrativa no Poder Executivo. A mensagem entrou em regime de urgência na pauta de votação da segunda sessão extraordinária convocada para esta sexta-feira.

Os vereadores também aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020, com oito emendas. No total, foram apresentadas 222 emendas modificativas e impositivas. No entanto, os parlamentares optaram por retirarem suas emendas modificativas individuais de pauta para pleitear a alteração por meio de indicação no decorrer do próximo ano.

Desta forma, restaram apenas as emendas coletivas, as quais foram aprovadas por unanimidade. Foram sete emendas coletivas e uma de autoria da Mesa Diretora.

Olhar Direto

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *