Mato-grossense morre ao tentar incendiar casa de deputada na Bolívia

2a9331dd859ccc8d384af5350eee5b7b

O mato-grossense Thiago Garcia Galha, 26 anos, morreu na última quarta-feira (1º) durante uma suposta tentativa de assalto a casa da deputada departamental no povoado de San Matias, Ceidy Carreño. O suspeito teria se queimado quando tentava colocar fogo na residência. Ele ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, já que 90% do seu corpo foi atingido.

Segundo as informações das autoridades bolivianas, Thiago estaria com outros brasileiros em uma suposta tentativa de roubo a casa da deputada. Porém, no momento em que tentaram colocar fogo na residência, os galões que eles levavam acabaram sendo atingidos pelas chamas.

Todos foram atingidos pelo fogo e precisaram ser encaminhados para uma unidade de saúde da cidade de San Matias. Porém, precisaram ser transferidos para o Hospital Regional de Cáceres, que dispunha de melhor atendimento. Thiago morreu já no lado brasileiro da fronteira.

Os familiares da deputada foram até o hospital, na tentativa de fazer justiça com as próprias mãos e tentaram impedir a transferência dos supostos criminosos. Porém, após intervenção das autoridades bolivianas, foi possível encaminhar os suspeitos ao Brasil.

Em um vídeo divulgado nos canais oficiais, o prefeito de San Matias, Fábio Lopes Olivares, esclareceu que não foram os bolivianos que colocaram fogo nos brasileiros. Ele confirmou o suposto roubo e pontuou que os suspeitos teriam sido os responsáveis por provocar o incêndio.

Além disto, o prefeito pontuou que as autoridades bolivianas investigam o fato com o apoio do Grupo Especial de Fronteira – Gefron – e da Policia Federal em Cáceres. Thiago era natural da cidade de Mirassol D’Oeste (296 quilômetros de Cuiabá).

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *