Criminosos picham portal de entrada de Leverger com siglas do Comando Vermelho

20200103_143951-600x450

Criminosos picharam o portal de entrada do município de Santo Antônio de Leverger (35 km de Cuiabá), com as siglas de uma conhecida facção criminosa denominada Comando Vermelho (CV).

Segundo informações da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Santo Antônio de Leverger, as atuações da facção tem sido eminentes nos municípios de Mato Grosso, já que o (CV) foi uma das organizações que mais cresceu  no Estado. “A pessoa que pichou o portal, tem o interesse em entrar para o grupo e tenta chamar a atenção de qualquer forma”, afirmou um policial entrevistado pelo portal de noticias Pantaneiro News.

Ainda segundo a Polícia Militar, o baixo efetivo de policiais no município, traz certas dificuldades na realização dos trabalhos para identificar os responsáveis pelo ocorrido. ” Estamos com dificuldade em saber quem foi o responsável pela pichação, pela a proporção territorial e com a falta de efetivo adequado, o que dificulta muito o trabalho. Neste caso, não existe nada que desabona a atuação das forças policiais para garantir a segurança aos cidadãos Levergenses.” ponderou.

O policial destacou ainda que cidade era considerada tranquila e hoje convive com vários tipos de situações, tendo em vista que é considerada uma rota internacional do tráfico. ” A facção ‘Comando Vermelho’ é uma das que mais cresceu no Brasil e em todos os lugares que existem pessoas ligadas a algum grupo criminoso. Eles tentam recrutar pessoas em todos os lugares, são chamamos de ramificações, no entanto a pichação deve ser mais uma forma de alguém chamar a atenção da facção, com interesse em participar do grupo de crime organizado”, finalizou.

Conforme relatos de um munícipe, na Delegacia do município, não tem delegado que possa responder pelas demandas existentes, e alguns registros de boletins de ocorrência, precisam ser encaminhados para os Cisc’s da Capital.

Com informações do site Pantaneiro News

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *