“Municípios do Araguaia estão com Neurilan para o Senado”, afirma Silvinho

20200111_211204

O presidente da Associação Mato-Grossenses dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PL), pode ser a aposta decisiva do Araguaia e dos demais municípios do Estado na eleição suplementar ao Senado Federal que deve ocorrer em março deste ano. Segundo o prefeito de Araguainha, Silvio José, o Silvinho (DEM), se consolidada essa a candidatura, Neurilan sairá na frente com pelo menos 80 prefeitos, do total de 141 existentes no Estado.

Essa eleição acontece depois da confirmação da cassação do mandato da senadora e ex-juíza Selma Arruda que foi acusada de prática de crime eleitoral e prática de ‘caixa de 2’, pelo TRE de Mato Grosso e posteriormente confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

Adversário de Neurilan nas eleições a presidência da AMM, em 2018, hoje Silvinho é apoiador declarado da pré-candidatura de Neurilan ao Senado e um dos coordenadores de campanha, no período pré-eleitoral no Araguaia.

“O fato é que a maioria dos municípios do Araguaia estão com Neurilan”, disse Silvinho, ao Semana7. Segundo ele, a confirmação efetiva desses apoios ocorre à medida que forem formalizadas s candidaturas oficialmente. “Vai depender de quem for saindo candidatos”. Para Silvinho, a militância no municipalismo, além da articulação na Capital Federal, é um dos ingredientes ques cificam o nome de Neurilan (ex-prefeito de Nortelândia), ao cargo de senador da República.

“As brigas e lutas em Brasília é muito grande, e nós precisamos de um representante do municipalismo que seja verdadeiro lá.” “Um representa o agronegócio, o outro as indústrias, e os municípios acabam ficando sem a representatividade que merecem. Nós precisamos de um senador dos municípios, porque é aqui que as coisas acontecem.” Após a decisão do Tribunal Superior Eleitora (TSE) em cassar o mandato da ex-juíza Selma Arruda (PODE), mais votada do Estado ao Senado, alguns nomes cotados começam a se consolidar como pré-candidatos a vaga na bancada mato-grossense. O derrotado nas eleições ao cargo, em 2018, Carlos Fávaro é um deles.

O deputado estadual Eduardo Botelho, o também parlamentar Dilmar Dal Bosco, ambos do DEM, e o ex-correligionário de Selma, Silvio Fávero (PSL), são outros nomes. A lista continua com os estaduais Max Russi (PSB), Lúdio Cabral (PT) e com o deputado federal José Medeiros (PODE).

 

Fonte: Semana 7

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *