Jornal aponta milícias a serviço de fazendeiros em Mato Grosso

Autoridades temem que milícias financiem a eleição de políticos em 23 Estados
20200126_142200

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o Ministério Público já identificou milícias em Mato Grosso formadas por ex-policiais e policiais. Segundo apurado pelo jornal, a milícia tem perfil de grupo de extermínio. Cita ainda grupos de milícias rurais, sem característica de domínio territorial, “com perfil mais de grupo de proteção e serviços de execução, em especial para fazendeiros.”

A reportagem publicada neste domingo, intitulada ‘Milícias nas urnas’ aponta a existência de milícias em 23 Estados: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goias, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Apenas em Santa catarina e Roraima não há registros de milícias.

Em seis Estados – Maranhão, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Sergipe – a Polícia Federal encontrou relações de milicianos com políticos.

A preocupação do delegado Gustavo Jung, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) da polícia Civil do Piauí, que combate as milícias no Estado, é que grupos locais podem começar a patrocinar políticos caso não sejam combatidos.

 

Fonte: Caldeirão Político

Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *