Menos da metade dos pré-candidatos ao Senado são de MT

Apenas 7 pré-candidatos são de Mato Grosso, entre eles: Gisela Simona (PROS), Abílio Junior,(PSC), Júlio Campos (DEM) e Elizeu Nascimento (DC)
219c72a5b94ca40790b3859c1c757592

Os 21 nomes já pré dispostos a disputar a vaga ao senado na eleição suplementar programada para abril tem em sua maioria descendência em outros estados. Como se diz no linguajar cuiabano, são ‘paus-rodados’.

Apenas 7 pré-candidatos são de Mato Grosso, sendo 5 originalmente cuiabanos: Gisela Simona (PROS),  Abílio Junior (PSC), Júlio Campos (DEM), Juca do Guaraná (Avante), Mário Nadaf (PV) são ‘tchapa e cruz’ (cuiabanos natos). Elizeu Nascimento (DC) é de Tangará da Serra (241km de Cuiabá) e Emídio de Souza (PSL) é de Chapada dos Guimarães.

Migrantes

A vaga da senadora Selma Arruda (PODE), também tem como pretensos candidatos 3 políticos que naceram no estado de Goiás: Dr. Leonardo, 41, é de Rio Verde (GO) cidade onde também nasceu o deputado Lúdio Cabral, 48, que o principal nome do Partido dos Trabalhadores.

O Paraná figura como terceiro estado em números de nascidos entre os pré-candidatos ao senado, sendo Carlos Fávaro, 50, de Bela Vista do Paraíso (PR); Maxi Russi, 43, de Salto da Lontra (PR) e Silvio Fávero, 53, de Umuarama (PR).

Dois são do estado vizinho, Mato Grosso do Sul, nascidos antes da divisão ocorrida em 1977: Nilson Leitão, 50, é de Cassilândia e Waldir Caldas, 65, de Corumbá.

Os demais tem como estado de origem Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio Grande do Norte:  Adilton Sachetti (PRB), 63, de Nova Veneza (SC); Carlos Abicalil, 57, de Nova Friburgo (RJ); José Medeiros, 49, de Caicó (RN); Otaviano Pivetta, 60, de Caiçara (RS) e Victório Galli, 58, de Rosana (SP).

Fonte: Muvuca Popular

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *