Câmara pode votar hoje cassação e apoiadores de Abilio protestam; veja vídeo

WhatsApp-Image-2018-10-31-at-22.13.41-1

ACâmara Municipal de Cuiabá tem sessão deliberativa nesta terça-feira (18) e deve colocar em regime de urgência o processo de cassação do mandato do vereador Abilio Guimarães (PSC).

Ontem (17) no início da noite a mesa diretora chegou a publicar uma nota informando que a votação para cassação seria daqui a 15 dias, respeitando o prazo para manifestação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). No entanto, a base do prefeito Emanuel Pinheiro, maior interessado na cassação do mandato do vereador Abilio, deve aprovar regime de urgência para a matéria.

Nas redes sociais as manifestações contra a cassação iniciaram na última sexta-feira e hoje centenas de pessoas reunem-se na Câmara para um ato de apoio ao vereador, o mais combativo na fiscalização do executivo. O pedido de cassação por supostamente ‘constranger’ servidores durante a fiscalização da CPI da Saúde no Hospital São Mateus foi noticiado pelo jornal O Estado de São Paulo e revista Exame.

O processo de cassação, de autoria do seu suplente, o ex-diretor do Hospital São Benedito Oseas Machado, atende a interesses de aliados do prefeito que têm dezenas de ‘cargos’ na administração municipal. Eles querem cassar o vereador por exercer seu papel durante fiscalização da CPI da Saúde no Hospital São Benedito, que resultou em processo contra o prefeito e prisão do ex-secretário de Saúde Huark Douglas. A alegação do autor da representação na Comissão de Ética, Oseas Machado, é que Abilio teria cometido ‘arbitrariedades’ durante a investigação.

 07h05 – As senhas para entrar na galeria do Plenário omeçam a ser distribuídas. A Câmara evige apresentação de documento com foto.

Fonte e vídeo: Caldeirão Político

Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *