29% dos inscritos, não estão habilitados a receber auxílio de R$ 600

Screenshot_20200416-082955_Facebook

Dataprev informou nesta quarta-feira (15) que, dos 23 milhões de requerimentos realizados por trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs) e contribuintes individuais da Previdência, entre 7 e 10 de abril, 16,4 milhões tiveram o direito reconhecido para receber o auxílio emergencial de R$ 600. Ou seja, 71,3% dos pedidos foram autorizados. Este é o primeiro lote analisado pelo órgão de trabalhadores que se cadastraram pelo site e aplicativo da Caixa.

A Dataprev é a empresa pública responsável por identificar quem tem direito a receber o auxílio emergencial de R$ 600.

A empresa iniciou na terça-feira (14) a análise do segundo lote de requerimentos dos trabalhadores informais, MEIs e contribuintes do INSS recebidos da Caixa. O conjunto de informações inclui mais 12 milhões de cadastros do período de 11 a 13 de abril. A expectativa é que os pagamentos sejam realizados na próxima semana, de acordo com o Ministério da Cidadania. Até as 9h desta quarta, os registros da Caixa no site e aplicativo já somavam mais de 35,9 milhões de cadastros.

Do total de 16,4 milhões de requerentes que tiveram o direito de receber o auxílio emergencial, 11,2 milhões declararam ser os únicos membros do seu grupo familiar. O arquivo contendo as informações dessas famílias unipessoais está em fase de homologação e deveria ser transmitido à Caixa até as 6h desta quarta. A previsão é que esse grupo possa receber seus benefícios na próxima sexta-feira (17).

Para realizar a indicação das famílias que têm direito ao auxílio, a Dataprev precisou adotar três metodologias diferentes, obedecendo às especificidades de cada grupo.

Em outro balanço referente aos trabalhadores que estão no Cadastro Único (CadÚnico), a Dataprev informou que habilitou 51,4 milhões de brasileiros. O número representa 70% dos inscritos no cadastro. Os outros 30% não se enquadraram nos critérios para receber o auxílio emergencial. Dos 51,4 milhões de indicados, cerca de 9,6 milhões são referentes aos inscritos no CadÚnico e não beneficiários do Programa Bolsa Família. Os outros 41,8 milhões são beneficiários do Bolsa Família. Ao todo, o CadÚnico possui 73,4 milhões de cadastros e é gerido pela Caixa.

Nova rodada de pagamento começou esta semana

O governo começou a pagar na terça-feira (14) uma nova rodada de pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Segundo a Caixa Econômica Federal, serão pagos até sexta-feira (17) cerca de R$ 4,7 bilhões para 9,4 milhões de beneficiários. Nesta quarta, o governo paga o auxílio de R$ 600 para mais 1,6 milhão de pessoas.

São três calendários de pagamento diferentes:

  • um para os beneficiários que recebem o Bolsa Família;
  • um segundo para os inscritos no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e mulheres chefes de família;
  • e um terceiro para quem se inscreveu para receber o auxílio emergencial através do aplicativo ou do site do programa.

Para quem receber via poupança digital da Caixa, os saques em dinheiro começarão a ser liberados a partir do dia 27. Antes disso, no entanto, os recursos poderão ser movimentados digitalmente.

A Caixa já havia liberado mais de R$ 1,5 bilhão para mais de 2,5 milhões de beneficiários na última quinta-feira (9) para os inscritos no Cadastro Único do governo federal, que não recebem Bolsa Família e que já tinham conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa. Todas essas pessoas já tiveram o valor creditado em conta.

Fonte: Repórter MT

  1. Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *