Mauro Mendes defende liberação total do comércio em MT

Screenshot_20200422-185702_Facebook

Enquanto a taxa de ocupação de leitos públicos de UTI exclusivos para Covid-19 for menor que 60% no Estado de Mato Grosso, o governo do Estado não recomenda aos municípios de Mato Grosso a adoção de qualquer medida restritiva. Esta recomendação consta no novo decreto assinado pelo governador Mauro Mendes na tarde desta quarta-feira (22). Questionado pelo  sobre a Capital, o governador enfatizou que as recomendações são muito claras e com base lógica.

“Respeitamos as decisões dos prefeitos municipais, mais isso tem uma lógica. Se fazemos paralisação das atividades para não ter estrangulamento da rede pública de saúde e se não tem estrangulamento, na verdade existe uma baixíssima ocupação e vamos praticamente dobrar o número de leitos em 15 dias, face a esse dado é incontestável a liberação do comércio. Mas é uma recomendação e os prefeitos que não seguirem, terão que se explicar com sua população”.

O novo decreto aponta que as medidas restritivas, eventualmente baixadas por prefeitos, deverão respeitar o funcionamento dos serviços essenciais.

A obrigatoriedade do uso de máscara é reforçada, assim como algumas recomendações, como evitar a circulação de pessoas do grupo de risco, controle de acesso do número de pessoas em locais públicos e privados, isolamento dos profissionais que fazem parte dos grupos de riscos, entre outras.

 

Fonte: Repórter MT

Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *