Governador nega ter recebido propina e se diz vítima de grupo

Screenshot_20200611-212354_Facebook

O governador Mauro Mendes (DEM) negou que tenha recebido propina de pelo menos R$ 1 milhão dos executivos da Galvão Engenharia, como divulgado pelo site Congresso em Foco, nesta quinta (11). De acordo com a reportagem, a acusação consta na delação premiada do empresário Mario de Queiroz Galvão, homologada pelo Supremo Tribunal Federal. Por meio de nota, o democrata se diz vítima de um grupo político da Capital. Nega ainda que tenha tido conhecimento da delação e ressalta que o Grupo Galvão perdeu contrato de concessão do serviço de água e esgoto da Capital (pela Cab Cuiabá) quando foi prefeito. O gestor afirma que irá processar os envolvidos.

Confira a íntegra da nota:

“Esta matéria vinculada no site congresso em foco foi encomendada, por um grupo politico da capital de MT, conhedido de longa data e até o presente monento por estar desviando dinheiro publico. Tentam usar a velha tatica: acuse seus adversários de fazer o que você faz, para tentar confundir a população. Fuciciona assim: alguém escreve, arrumam uns sites e parceiros para publicar e depois contratam pessoas e robos para ficar postando nas redes sociais. Irei processar a todos .

Nunca tive conhecimento de existência da suposta delação e se esta narrativa existe é uma grande mentira. Se a Galvão fez alguma doação a campanha e ao partido em 2012, isto era totalmente legal até 2014. Somente agora em 2020 dizer que algo feito de forma legal e declarada seria propina?? Isso é safadeza e deixa evidente a clara tentativa de manipulação dos fatos e da verdade, criando uma história mentirosa, com único objetivo de tentar manchar minha imagem.

Cabe esclarecer que em 2015, sob minha gestao, a Galvão perdeu o contrato de concessão da CAB Cuiabá, pela pessima prestacao dos sevicos, pela falta de agua e diversos outros descumprimentos contratuais. Se a Galvao relatou estes fatos mentirosos, deve ter feito em represália a correta postura da prefeitura em defesa dos cuiabanos.

A verdade é que, como prefeito de Cuiabá e em toda minha vida publica, não tenho nenhuma mancha sobre nossa conduta e não existe nenhum processo de improbidade ou de má utilização de dinheiro publico. Sempre tivemos uma atuação correta e honesta. Diferente do grupo politico que armou esta farsa, pois nos quatro cantos de Cuiabá escutamos relatos de desvio de dinheiro publico, sendo praticados por vários de seus integrantes.

Sempre acreditei e continuo acreditando no Ministerio Público estadual e federal, nos órgãos de controle e que esta quadrilha será desmascarada, seus crimes apurados e terão as devidas penas legais.”

Fonte: RD News/Foto Mayke Toscano

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Sobre Nós

Texto falando um pouco sobre o portal Transparência MT. Endereço e Expediente também.


MANDE UM EMAIL

LIGUE PARA A REDAÇÃO