Secretário de Saúde alerta: “abril será um mês muito difícil”

Screenshot_20210403-205131_Chrome

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, voltou a falar sobre o colapso no sistema de saúde de Mato Grosso. Segundo o gestor, o governo tem trabalhado para a abertura de mais leitos de UTI, porém não serão suficientes diante do crescente número de casos de covid-19. Ele ainda lamentou a postura adotada por alguns prefeitos e alerta para o cenário da pandemia no mês de abril.

“O que nota-se é que a população já descrente com qualquer medida de distanciamento não adere a esse movimento e a gente continua todos dias com crescimento elevado no número de infectados, por conseguinte também crescimento de pessoas que precisam de hospitalização cuja os leitos já não existem mais disponíveis de acordo com a necessidade da população. Cada um de nós neste momento assume o risco que quer correr. É desconfortável, mas já temos 200 pessoas na lista de leitos de UTI. Vamos ampliar leitos de UTI, toda semana tem leitos novos, mas como eu já disse. Essa é uma competição que a gente não vence”, explicou o secretário. 

Questionado sobre a postura de alguns prefeitos que se posicionaram contrários ao decreto estadual que estabelece quarentena obrigatória aos municípios com classificação de alto risco para coronavírus, o secretário faz um alerta. 

“É esquisito esse tipo de comportamento, enquanto que no município não tem como prover as necessidades básicas, mas infelizmente é isso que está ocorrendo. Quando a gente toma uma decisão linear para o estado inteiro é porque sabe que qualquer pessoa que precisa de leito de UTI vai demandar onde o leito existir e não tem em todos os municípios, mas como eu disse é desagradável, nós vamos ter um mês de abril muito difícil por essa falta de consenso nas medidas que devem ser adotadas para proteger a população”.

Conforme dados dessa quinta-feira (02.04) da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Mato Grosso registrou 91 mortes e foram notificadas 2.338 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. A taxa de ocupação está em 97,28% para UTIs adulto e em 60% para enfermarias adulto.

Ainda nessa quinta, o Governo de Mato Grosso abriu mais 20 leitos de UTI no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. As vagas foram disponibilizadas nesta quinta-feira (01.04) e, com a ampliação, o hospital passa a contar com o total de 109 leitos de Terapia Intensiva para o atendimento de pacientes com coronavírus. 

Além deste incremento na Rede Estadual, haverá a disponibilização de 10 vagas de UTI no Hospital São Lucas, em Primavera do Leste. Os leitos serão abertos em parceria com a Prefeitura do município.

Fonte: O Bom da Notícia / Foto: Secom MT

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *