João Batista é surpreendido com destituição da presidência do Pros em MT

0ba080b62782af7cbec6688a54d1b35a5d8b95387c372

O deputado estadual João Batista do Sindspen foi surpreendido nesse final de semana ao descobrir que foi destituído do cargo de presidente estadual do Partido Republicano da Ordem Social (Pros-MT). Legitimamente eleito em convenção estadual, ele aponta que, conforme certidão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), seu mandato deveria ter como prazo final 1º de novembro de 2021.

“Fomos surpreendidos com a intervenção da direção nacional, que por iniciativa unilateral substituiu a direção estadual por uma comissão provisória, indicada para assumir a condução do partido no Estado”, escreveu em nota de esclarecimento.

Em seu lugar, assumiu a direção estadual do Pros Laodiceia Dourado Rocha de Matos, cujo mandato segue até 1º de agosto deste ano, conforme ata enviada pelo deputado ao Leiagora.

Na nota, João Batista destaca que durante sua permanência no comando do partido, sempre prezou por uma relação altiva e respeitosa da agremiação com as lideranças políticas e outras siglas. “Sempre entendemos tratar-se de motivo relevante a prática de uma política ampla, no sentido de somar forças, atraindo apoio, visando fortalecer as ações e projetos políticos do Pros no Estado. Visão política essa que se chocou com uma prática desagregadora que prejudicou a sigla na disputa eleitoral à prefeitura municipal de Cuiabá”.

Para o parlamentar, ao intervir na direção estadual do partido, o comando nacional avaliza a política de distanciamento em relação às lideranças políticas e partidos que atuam no Estado. “Ao assumir, na condição de presidente estadual da legenda, legalmente o partido se encontrava inabilitado para recebimento do Fundo Partidário e Fundo Eleitoral, estando, portanto, praticamente inviabilizado de se organizar e disputar eleições”, lembra.

O deputado ainda cita que, com árduo trabalho, o Pros-MT foi legalizado e disputou o pleito de 2020, tendo colhido resultado expressivo. A agremiação saiu de 227 para contar com 4.338 filiados e organização partidária em 49 municípios. O partido elegeu 26 vereadores, além do prefeito de Planalto da Serra e dois vice-prefeitos.

“Como se observa, o Pros-MT cresceu significativamente no curto espaço de tempo de dois anos em que ocupamos a direção estadual do partido. Cumprimos nossa missão!!!”, encerra a nota.

 

Fonte: Leiagora / Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *