Plebiscito escolha do VLT ou BRT em Cuiabá ainda vai demorar 90 dias

93b64a7cdc195cecb5aa4b6b7d20acbe

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), informou que o plebiscito que pretende consultar a população da Capital, sobre a preferência entre o veículo leve sobre trilhos (VLT), e o Bus Rapid Transit (BRT), pode ocorrer em 90 dias.

Emanuel Pinheiro conversou com jornalistas na manhã desta última quinta-feira (27), e explicou que após a aprovação do decreto legislativo que autorizou a convocação do plebiscito – deferida pelos vereadores de Cuiabá no dia 26 -, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deve ser comunicado da decisão, e possui 90 dias para realizar a consulta.

O prefeito da Capital contou que possui uma reunião com o presidente da Câmara de Cuiabá, Juca do Guaraná Filho (MDB), um dos autores da matéria, ao lado dos também vereadores Dídimo Vovô (PSB), Professor Mário Nadaf (PV), Sargento Vidal (Solidariedade) e Rodrigo Arruda e Sá (Cidadania).

“Eu tenho uma reunião marcada hoje com o presidente da Câmara, Juca do Guaraná. Uma vez comunicado o TRE a decisão da Câmara, a partir deste momento, tem-se 90 dias para a realização do plebiscito. Então eu quero alertar o presidente da Câmara sobre isso que o prazo já começa a contar”, contou o prefeito.

A proposta de convocar a população às urnas para decidir sobre o melhor modal de transporte para a Capital e a cidade vizinha Várzea Grande, foi apresentada pelo deputado Federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) e lida pelo prefeito Emanuel Pinheiro em audiência pública realizada no dia 08 de fevereiro de 2021, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A iniciativa é contrária à proposta do governador Mauro Mendes, que tenta alterar o modal para o BRT.

Fonte: Folhamax / Foto: Reprodução

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *