Empresária atingida por Muvuca está na UTI, mas já não corre risco de morte

7b90ed6aec01219fa115a1517e19f0f7

Aempresária e farmacêutica Nádia Mendes Vilela, de 33 anos, alvejada com tiros efetuado pelo ex-namorado e jornalista José Marcondes, o Muvuca, não corre risco de morte. Contudo, o estado ainda é considerado grave e ela está em coma induzido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Maternidade de Santa Ângela, em Tangará da Serra (a 244 km de Cuiabá). Muvuca atirou contra a vítima por não aceitar o término do relacionamento há cerca de três meses.

A reportagem do RD News apurou que ela está reagindo bem aos procedimentos médicos e que o quadro dela está estável, mas uma bala ainda está alojada no pulmão e um dreno foi instalado para retirar a hemorragia. Ela ficou ferida na mão, cabeça e tórax.

Imagens do circuito interno de segurança da farmácia que Nádia tem no Centro de Tangará mostram o momento em que ela é atingida pelos disparos. Muvuca entra no local e vai direito até a ex. Eles conversam rapidamente e, em seguida, vão para uma sala reservada. Conversam mais alguns instantes e o jornalista saca a arma.

Nádia se desespera e tenta se defender e deixar o local de imediato, mas não consegue. Em seguida, ela é atingida por três tiros. Mesmo ferida, nas imagens das câmeras, que captaram a movimentação dentro e fora da farmácia, é possível ver a vítima correndo para fora do estabelecimento ferida. Nesse momento, ela é socorrida por uma funcionária do estabelecimento.

Após disparar contra Nádia, Muvuca atirou contra a própria a cabeça. Chegou a ser socorrido com vida, em estado grave e encaminhado para o Hospital Municipal de Tangará com uma grande lesão no cérebro. Depois, foi transferido para o Hospital das Clínicas, não resistiu e morreu durante um procedimento cirúrgico na noite desta segunda (29).

Fonte: RD News / Foto: Reprodução 

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *