Mulher foi assassinada de joelhos durante falso ‘ritual de magia’ encomendado pelo ex

0f12eeb6ff3af26c592232873aff891e

Indiana Geraldo Tardett, 42 anos, encontrada morta no dia 31 de maio, no bairro Parque das Emas II, em Lucas do Rio Verde (330 km de Cuiabá), foi assassinada durante falso ritual de magia praticado por um casal ‘conhecido’ e encomendado pelo ex-marido, 48.

A vítima foi encontrada no quarto, com a cabeça enrolada em um cobertor, deitada sobre um lençol branco com os pulsos e o pescoço cortados, uma lesão na cabeça e uma faca em uma das mãos para simular um suicídio.

Na sexta-feira (26), a Delegacia de Lucas do Rio Verde deflagrou a Operação Encruzilhada para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão contra os alvos da investigação.

A mulher, nome não divulgado, que é uma das executoras do homicídio, foi presa pela polícia. O comparsa e o mandante do crime não foram encontrados e são considerados foragidos.

A vítima teve um relacionamento durante cinco anos com o ex e estava separada dele à época do crime.

ntenda o caso

No dia 1º de junho a filha vítima procurou a Delegacia da Polícia Civil informando que não estava conseguindo contato com a mãe desde o domingo, 30 de maio.

Então, as investigadoras do Núcleo de Atendimento da Mulher foram até a residência de Indiana e verificaram que o veículo dela estava estacionado na garagem e a porta apenas encostada.

Ao entrar na residência, a equipe policial encontrou o corpo de Indiana no quarto.

Diante do cenário encontrado, o delegado instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias da morte e com as informações coletadas no decorrer da investigação foi constatado a tentativa dos acusados em fraudar o local do crime simulando suicídio.

Os investigadores, com ajuda da perícia, verificaram que o ex-marido de Indiana foi o mentor de toda ação, contratando um casal conhecido da vítima para executar o crime.

Para atrair a mulher e impossibilitar qualquer forma de defesa, os assassinos simularam que fariam um ritual de magia com ela, momento que indiana foi morta com um golpe certeiro na cabeça, que pela posição, evidencia que ela possivelmente estava de joelhos quando recebeu o golpe.

Com o objetivo de confundir a polícia, os envolvidos cortaram os pulsos e pescoço da vítima e deixaram a faca na mão do cadáver para tentar simular um suicídio.

O delegado Eugênio Rudy representou pela prisão temporária dos envolvidos.

Buscas foram realizadas em Campinas (SP), Cuiabá e Lucas do Rio Verde pelo paradeiro dos fugitivos.

Fonte: RepórterMT / Foto: Reprodução 

Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *