Autor: EditorM

EditorM16 de junho de 2019
amp-carreta-tomba-na-br.jpg

1min2660

O vagão de uma carreta carregada com calcário tombou na BR-163 neste sábado (15), por volta das 8h, em Diamantino. O trânsito acabou ficando congestionado.

A Rota do Oeste foi acionada para atender uma ocorrência no sentido norte do km 530 da BR-163, envolvendo uma carreta.

A equipe de resgate da concessionária esteve no local para atender o motorista que saiu ileso do acidente. Ele assinou o termo de recusa de encaminhamento hospitalar.

O segundo vagão da carreta tombou na pista norte e parcial sul, provocando a obstrução. A equipe de inspeção da Rota realiza uma operação de tráfego em Pare e Siga no local.


EditorM16 de junho de 2019
x83218993_ri-rio-de-janeiro-rj16-06-2019-pastor-anderson-do-carmo-marido-da-deputada-federal-flor.jpg.pagespeed.ic_.flP8LAhKRB.jpg

3min2170

Transtornada e chorando, a deputada federal e pastora evangélica Flordelis desabafou, na tarde deste domingo, dizendo que seu marido, e também pastor, Anderson do Carmo Souza, de 48 anos, sacrificou sua própria vida para tentar evitar que os criminosos entrassem dentro de sua residência. Anderson foi assassinado a tiros na madrugada deste domingo, em Pendotiba, Niterói. Flordelis decidiu falar com a imprensa, mesmo sob efeitos de medicamentos.

— Mais uma violência, mais uma tentativa de assalto frustrada em que acabou ocorrendo a morte do meu marido. Essa violência que está imperando no nosso estado tem que acabar de um jeito, tem que recuar. Do jeito que está não pode continuar. Quantos mais inocentes terão que morrer? São 55 filhos agora sem pai — lamentou a viúva.

Anderson e a deputada estavam cadados há 26 anos. A parlamentar contou ainda que o marido tentou evitar que os criminosos entrassem na casa:

— Eu só fui dar um passeio com meu marido, só um passeio que acabou dessa forma, com ele perdendo a vida para tentar proteger a casa, a família. Ele tentou evitar, mas, infelizmente, abriu o portão da garagem. Ele tentou evitar que eles entrassem dentro de casa. Ele sacrificou a vida dele para proteger a família. Nós nunca tivemos arma dentro de casa. Meus filhos socorreram ele. Eu não pude ver. Não tinha condições emocionais.

Segundo a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, uma das linhas de investigação, e que está sendo considerada a principal, é que o assassinato teria sido cometido por causa de uma desavença em família. Segundo uma fonte na DH, os assassinos chegaram a dopar o cachorro da residência. Agências da DH vão analisar imagens de câmeras de segurança na tentativa de identificar os autores do crime.

A deputada federal e pastora evangélica Flordelis relatou à Polícia Militar que ao voltarem de um evento de confraternização ela teve a sensação de estar sendo seguida por duas motocicletas. Isso segundo o registro feito pelo 12º BPM, aconteceu próximo a filial da lanchonete McDonald’s, no bairro de São Francisco, na Zona Sul de Niterói.


EditorM16 de junho de 2019
8jan2018-joaquim-levy-em-cerimonia-de-transmissao-de-cargo-de-presidente-do-bndes-1546960569810_v2_1920x1280-1280x853.jpg

2min1860

O substituto de Joaquim Levy no comando do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) será indicado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e deve ser da iniciativa privada, informaram integrantes da equipe econômica.

Levy pediu demissão do cargo neste domingo (16), um dia após o presidente Jair Bolsonaro ter dito que ele estava com a “cabeça a prêmio”.

Veja a repercussão sobre o caso
Entenda o pedido de demissão
Bolsonaro disse na tarde deste sábado (15) que, se Levy não demitisse o diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto, ele, Bolsonaro, demitiria Levy. Poucas horas depois, Marcos Pinto renunciou ao cargo.

Segundo apurou a TV Globo, o próximo presidente do BNDES terá de focar os trabalhos nas seguintes áreas:

programas de saneamento;
infraestrutura;
privatizações;
reestruturação de estados e municípios.
Ainda de acordo com integrantes do governo, o substituto de Joaquim Levy também deverá ter como objetivos devolver à União parte dos recursos emprestados ao BNDES, além de buscar investimentos no exterior.

Embora a nomeação de Marcos Pinto tenha sido a “gota d´água’ para Bolsonaro, integrantes da equipe econômica afirmam que o presidente estava insatisfeito com Joaquim Levy havia três meses.

Isso porque, na avaliação desses integrantes, Levy não havia cumprido a promessa de campanha de Bolsonaro de “abrir a caixa-preta” do BNDES em relação a empréstimos para Venezuela e Cuba nem havia buscado investimento no exterior.