Categoria: Esportes

Redacao18 de abril de 2021
Screenshot_20210418-215709_Chrome.jpg

2min00

Fechando a 1° fase do Campeonato Mato-grossense, o Cuiabá venceu o Dom Bosco por 2 a 0 no estádio Dito Souza, em Várzea Grande. Camilo e Jonathan Cafú marcaram os gols da partida.

Com os resultados da última rodada, o Dourado vai enfrentar o Dom Bosco nas quartas de final. O Operário o Sorriso. Já o Nova Mutum pega o Luverdense e o União o Ação. A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) deverá divulgar a tabela com datas, horários e locais em breve.

O Operário também venceu o Sorriso, de virada, por 2 a 1, no Cristo Rei.  Willian abriu o placar para o Lobo do Norte. Luan e Odair Jr viraram para o Tricolor.

O Ação venceu o União por 3 a 0, na Arena Pantanal. Pikachu, Pedro Paulo e Lukako fizeram os gols do Tuiuiú.  Foi a estreia do novo técnico do time rondonopolitano, Zé Humberto.

O Nova Mutum venceu o Sinop Futebol Clube, por 2 a 1, no estádio Gigante do Norte. Já rebaixado a segunda divisão, o Galo do Norte amargou sua nona derrota, sem conseguir somar um ponto na tabela. Já o Azulão segue mantendo sua invencibilidade.

Fonte:  Só Notícias/ Foto Reprodução Assessoria


Redacao15 de abril de 2021
ff056945d6b412f982bb0c844f09bcbd.jpg

4min00

O Cuiabá acabou derrotado nos pênaltis e está fora da Copa do Brasil. O Dourado foi eliminado pelo 4 de Julho, que está na série D do Brasileirão, e conseguiu um feito histórico de passar para a terceira fase da competição nacional. Com a derrota, além da eliminação, o alviverde perde a premiação de R$ 1,07 milhão. 

Logo nos 10 primeiros minutos de jogo, o atacante Elton se machucou e deixou o campo mancando. Ele foi substituído por Josiel. Numa jogada antes, o jogador do Cuiabá havia reclamado de falta, mas o juiz mandou seguir.

O Cuiabá faz pressão e Rafael Gava dá volume de jogo pelo lado esquerdo do campo, tenta cruzamento, mas bola para nas mãos do goleiro Jailson.

A partida ficou amarrada no meio de campo durante o primeiro tempo, com muitas faltas. O primeiro tempo encerrou com algumas jogadas do 4 de Julho, que acabaram barrada pelo goleiro Walter. E Josiel do Cuiabá, aos 33 minutos, chutou cruzado e assustou o goleiro Jaílson, mas a bola não entrou. 

Já aos 6 minutos do segundo tempo, o meia Elvis bateu falta direto pro gol, mas Jailson mais uma vez para o Dourado. A partida seguiu com muitos erros em campo, bolas perdidas e sem muitas emoções.

Aos 23 minutos, o time do Piauí fez duas alterações. Gilmar Bahia cai em campo e é substiuído por Caio César e o atacante Etinho sai para a entrada de Pica-Pau. 

Mais uma vez de falta, Elvis solta a perna direita e Jailson faz uma defesa difícil aos 36 minutos. E o meia do Dourado estava numa noite inspirada e ainda mandou um foguete de primeira de fora da área, mas acertou no travessão. 
A partida encerrou aos 48 minutos sem gols. 

O Cuiabá teve mais chances de gols, mas não soube aproveitar para finalizar e acabou levando a disputa para os pênaltis. 

Cobrança de pênaltis

Na cobrança de pênaltis o Cuiabá levou a pior. O zagueiro Marllon errou a cobrança e o Dourado acabou sendo eliminado ainda na segunda fase da Copa do Brasil, sendo derrotado por um time da série D. 

Marcaram os pênaltis pelo Cuiabá: o volante Rafael Gava, lateral Uendel, atacante Clayson e o meia Elvis. 

Já o 4 de Julho teve 100% de aproveitamento na cobrança de pênaltis tendo ainda o goleiro Jaílson marcando o último gol do time. Além dele, marcaram pelo time piauiense o atacante Esquerdinha, o zagueiro Marcelo,   Ted Love e o meia Hiltinho. 

Fonte: Leiagora / Foto: Asscom Dourado


Redacao13 de abril de 2021
0d8979f25a9e41ab591c703267f49e0d.jpg

2min00

O Cuiabá Esporte Clube e mais 3 times da série A do Campeonato Brasileiro já manifestaram interesse em comprar vacinas contra a covid-19 para os seus jogadores. A manifestação ocorre após a Câmara dos Deputados ter aprovado o projeto de lei que autoriza a compra de vacinas pela iniciativa privada. No entanto, a medida ainda precisa ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A informação sobre o interesse na compra do imunizante foi divulgada pelo site Estadão na segunda-feira (12). O time mato-grossense afirmou ao site que pretende adquirir doses não só para os jogadores, mas também para os funcionários e os sócios torcedores.

Além do Cuiabá, têm interesse em comprar as vacinas Flamengo, Atlético Mineiro e Athletico Paranaense. A Federação Cearense de Futebol, que representa o Ceará e o Fortaleza, também se mostrou favorável à compra pelos clubes.

A mobilização entre os times da série A tem o “dedo” do CEO do Athletico PR, Mario Celso Petraglia, que tenta convencer outros cartolas da elite do futebol brasileiro a comprarem a ideia. O tema tem sido debatido em um grupo de WhatsApp formado apenas por dirigentes de clubes da série A.

Mesmo que a compra por entidades privadas seja liberada por Bolsonaro, os clubes ainda terão que seguir algumas regras, como doar metade das doses adquiridas para o Sistema Único de Saúde (SUS) e seguir a prioridade dos grupos de risco na ordem de vacinação dos funcionários.

Fonte Gazeta Digital / Foto Assessoria


Redacao4 de abril de 2021
7d91d078be54c0360f6708c70269cad6.jpg

4min00

Sob um sol escaldante na Arena Pantanal, o Cuiabá Esporte Clube passou facilmente contra o União pelo placar de 3 a 0, na manhã deste domingo (4), em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Mato-grossense. Com a vitória, o time cuiabano é o líder com 17 pontos ganhos. Já os visitantes conheceram a primeira derrota no Estadual e seguem estacionados na 3ª colocação com 12 pontos. 

A partida começou a ser desenhada logo na primeira etapa. Com duas assistências do atacante Jhonatan Cafú, ora servindo Elvis e ora deixando Elton livre só para empurrar a bola para as redes, o Dourado abriu 2 a 0 e conseguiu ditar o ritmo da partida. 

No segundo tempo, o União até que tentou, mas nada que conseguisse assustar a defesa Auriverde, que fez uma partida segura na manhã deste domingo. Os donos da casa tiveram boas chances, mas quem fechou o placar foi o paraguaio Alan Mendez que marcou pela primeira vez pelo clube.

Enquanto uns estão começando a balançar a rede no time, outros vem só ampliando os bons números pelo Dourado, como é o caso de Elton. Com o tento de hoje, o atacante chegou ao 6º gol e se isola ainda mais na artilharia da competição

Instabilidade

O União de Rondonópolis foi uma equipe muito aquém de outras partidas disputadas no Estadual. O clube vinha de uma goleada impressionante pelo placar de 7 a 0 frente ao Grêmio Sorriso na última quarta-feira (31). Desta vez, a equipe rondonopolitana não conseguiu apresentar um bom futebol e foi dominada pelo Cuiabá.

Despedida

Como o Gazeta Digital, na última quinta-feira (1), o técnico Alberto Valentim assumirá a equipe para a disputa do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e para o restante do Campeonato Mato-grossense. Com isso, o técnico interino Luiz Fernando Iuber deixa o comando da equipe com um aproveitamento de 71,4%, sendo 4 vitórias, 3 empates e nenhuma derrota. 

Próxima Rodada

Na 8ª rodada do Campeonato Mato-grossense, o Dourado enfrenta o Luverdense na Arena Pantanal, enquanto o União recebe o Sinop, no Estádio Luthero Lopes.

Fonte: Gazeta Digital / Foto: Reprodução Twitter


Redacao3 de abril de 2021
Screenshot_20210403-205557_Chrome.jpg

8min00

Um dos 12 estádios construídos ou reformados no Brasil para a Copa do Mundo de 2014, a Arena Pantanal completou nesta última sexta-feira (2), sete anos de seu jogo de inauguração.

Mais do que a data comemorativa, o ano é importante porque pela primeira vez há uma perspectiva de realização de jogos de elite com frequência no local, graças ao acesso do Cuiabá à Série A do Brasileirão.

Além da Arena Pantanal, Arena da Amazônia, Arena das Dunas, Arena Pernambuco e Mané Garrincha desde o Mundial se tornaram “elefantes brancos”, estádios que só recebem jogos de pouco apelo ou caça-níqueis de empresários em acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e grandes clubes, principalmente do Rio de Janeiro — até um esquema de corrupção na venda de mandos foi descoberto.

Em 2021, porém, a arena passa a ser um estádio que não depende mais de “favores” para ter futebol de alto nível. Fundado em 2001, o Cuiabá Esporte Clube subiu para a Série A junto com Chapecoense, América-MG e Juventude e colocou o Mato Grosso na elite após 25 anos. O time usa o estádio desde a inauguração.

Esforço para ocupar uma arena na Copa

A família Dresch, dona de indústrias de borracha no Mato Grosso e que já havia patrocinado a equipe, comprou a operação do clube em 2009 justamente em razão do projeto da Arena Pantanal e perspectivas de futuro.

De alguma forma, uma das iniciativas de Fifa e CBF na época da Copa acabou cumprida com o desenvolvimento do futebol em regiões periféricas. Mesmo que a longo prazo e custo.

Para Alberto Machado, secretário de Cultura, Esporte e Lazer (MT), o acesso do Cuiabá no Brasileirão é “um diferencial para a ativação completa da Arena Pantanal”.

No ano inteiro de 2017, o estádio recebeu apenas 22 partidas, o que motivou um processo de “reutilização” de suas áreas, ou seja, aproveitar o prédio público ocioso para alguma função útil.

Atualmente, além dos jogos do Cuiabá e de outros clubes da região metropolitana, a Arena Pantanal abriga a Escola Arena (Escola Estadual Governador José Fragelli, para cerca de 400 alunos do 7º ano Fundamental até o 1º ano Médio), a secretaria adjunta de Esporte e Lazer do Estado, uma unidade do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), um centro de arrecadação de alimentos e também o Centro de Triagem da Covid na capital.

E, como em outras partes do país, o estádio também acabou aproveitado na operação de combate à covid-19.

Manutenção

A Arena Pantanal é mantida e administrada pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, e o custo de manutenção anual varia entre R$ 3,6 milhões e R$ 3,8 milhões, sendo a maior parte de energia elétrica. Toda utilização, para partidas ou eventos, é analisada pelo governo, que cobra 8% das receitas de jogos do clube mandante, seja ingresso, bar e afins.

Na pandemia, este valor foi a zero, mas o Cuiabá e a Federação Mato-grossense se encarregaram dos cuidados com o gramado.

Com a possibilidade de aumento das despesas devido às demandas da Série A, estão sendo planejadas parcerias com a iniciativa privada para dividir gastos, porque há preocupações com a estrutura do entorno e imperfeições internas.

A Arena Pantanal custou aos cofres públicos cerca de R$ 630 milhões e recebeu quatro jogos da Copa do Mundo de 2014.

Equipe forte

O Cuiabá é um dos times da elite do Brasileirão que mais investiu no mercado da bola este ano, e a representatividade dos nomes mostra um pouco da ambição de formar um elenco de Série A.

Entre as principais novidades estão o goleiro Walter, de 91 jogos e sete temporadas no Corinthians, o lateral-esquerdo Uendel, ex-Corinthians e Internacional, o zagueiro Paulão, ex-Vasco e Fortaleza, o volante Camilo, emprestado pelo Lyon-FRA, e os atacantes Jonathan Cafu e Clayson, cedidos até o fim da temporada por Corinthians e Bahia, respectivamente.

“Assim que confirmamos o acesso já começamos a nos preparar. É um grande desafio jogar a Série A e permanecer nela. O Cuiabá representa um estado e uma região do Brasil que vem crescendo muito nos últimos anos, principalmente por conta do agronegócio, e a gente quer representar essa região de maneira digna. Sabemos das nossas limitações, mas estamos trabalhando para estabelecer a nossa permanência na Série A”, diz o vice-presidente Cristiano Dresch.

Restava a definição sobre quem seria o treinador do time na missão Série A. Allan Aal, que dirigiu o acesso, saiu em fevereiro para o Guarani. Nomes como Tiago Nunes, sem clube, e Umberto Louzer, da Chapecoense, foram procurados, mas o clube de Mato Grosso anunciou ontem (1º) a contratação de Alberto Valentim, ex-Botafogo.

Fonte Midia News / Foto Reprodução


Redacao2 de abril de 2021
5c696aa38ebec814d6461465e66d6232.jpg

4min00

O cuiabano David Moura, que está há 13 anos na Seleção Brasileira de Judô, segue rumo ao sonho de disputar à Olimpíada de Tóquio, adiada de 2020 para 2021, por conta da pandemia gerada pelo novo coronavírus. No ano de 2018 ele foi entrevistado e contou um pouco de sua preparação para este momento ao site RD News.

Por pouco este plano não deu certo, já que David é um dos únicos atletas que seguem na expectativa dos jogos – sendo que quinze deles foram afastados por precaução, após Eduardo Yudi, da categoria até 81kg, testar positivo para a Covid-19 quando já estava no hotel na Turquia. David não estava junto deles.

Ele e outros quatro atletas não estavam na competição realizada na última semana, na Geórgia, e não estavam concentrados com a seleção. Por isso, apesar da quebra de equipe, seguem os atletas nas respectivas categorias, sendo Eric Takabatake (Até 60kg), Willian Lima (Até 66kg), Daniel Cargnin (até 66kg) e David Moura (acima de 100kg).

O afastamento dos outros atletas segue protocolo das autoridades locais. Por isso, todos os que tiveram contato com Eduardo foram isolados, mesmo tendo resultados negativos dos exames feitos na Turquia. Eles estão sendo monitorados.

Entre os afastados estão Gabriela Chibana, Larissa Pimenta, Katelyn Nascimento, Jessica Pereira, Alexia Castilhos, Ketleyn Quadros, Maria Portela, Ellen Santana, Beatriz Souza, Maria Suelen, Eduardo Yudi, Rafael Macedo, Leo Gonçalves, Rafael Buzacarini e Rafael Silva.

Grand Slam da Turquia

O Grand Slam da Turquia dá 1000 pontos no ranking mundial,que é classificatório para as Olimpíadas de Tóquio. A ausência dos atletas nesse evento dificultará a conquista das vagas para os Jogos, principalmente em categorias que os brasileiros estão fora da lista de classificados, como até 48kg e até 57kg.

Jogos Olímpicos de 2020 em 2021

O que pode frustrar os atletas que não irão competir é que, os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que teriam início em 24 de julho, concordaram em adiar o evento por um ano devido à pandemia de coronavírus. Na época, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, mencionou que o Comitê Olímpico Internacional concordou com o adiamento.

Fonte: RD News / Foto: Derik Bueno/RD News


Redacao1 de abril de 2021
99f0b4d2594280f0794b5417bae4cbcf.jpg

5min00

O Cuiabá acertou com Alberto Valentim, de 46 anos, para ser o novo técnico do time na primeira temporada na Série A do Brasileirão. O acordo está alinhado até dezembro. 

Alberto Valentim tem viagem prevista para Cuiabá na próxima semana. O anúncio da contratação acabou de ser confirmado na página do Cuiabá nas redes sociais.

A comissão técnica de Alberto Valentim terá Fernando Miranda como auxiliar. Também será contratado um analista de desempenho.

“O treinador desembarcará na capital mato-grossense no início da próxima semana, quando será agendada uma entrevista virtual para a sua apresentação oficial. Junto com o técnico chegam ao Dourado o auxiliar técnico Fernando Miranda e o analista de desempenho português João Correia”, diz comunicado no Instagram.

Nas redes sociais, Valentim mandou recado à torcida do Dourado. Em vídeo, disse que ele, a comissão técnica e os jogadores se empenharão ao máximo para fazer uma “grande campanha em 2021.

Histórico

Valentim iniciou a carreira em 2012, no Athletico Paranaense, como auxiliar. Em 2013, foi para o Palmeiras, sempre como auxiliar técnico, e ficou até 2016, conquistando o título do Campeonato Brasileiro de 2016, como auxiliar de Cuca.

Como treinador, Alberto Valentim trabalhou em clubes como Palmeiras, Vasco, Botafogo e Avaí.. Como jogador ele defendeu São Paulo, Athletico-PR, Cruzeiro e Flamengo, além de ter defendido Udinese e Siena, ambos da Série A da Itália.

O técnico de 46 anos é natural de Oliveira (MG). O currículo, tem um campeonato carioca pelo  Botafogo em 2018 e a Taça Guanabara pelo Vasco em 2019 .

Mais cedo, o Cuiabá postou nas redes sociais um chaminé saindo fumaça branca. A postagem veio  com a legenda Habemus Treinador e alertou a torcida para ficar atenta ao anuncio oficial que será feito em breve.

Ficha técnica

  • ALBERTO VALENTIM
    Alberto Valentim do Carmo Neto
    Nascido em 22/03/1975, em Oliveira (MG)
    Clubes como técnico: Red Bull Brasil, Palmeiras, Botafogo, Pyramids-EGI, Vasco da Gama e Avaí
    Clubes como atleta: Guarani, Inter de Limeira, Atlhetico Paranaense, São Paulo, Cruzeiro, Flamengo, Udinese-ITA e Siena-ITA

Fonte: RD News / Foto Reprodução


Redacao30 de março de 2021
eb9b4a42cbecaa30d64528fa0b2f94fc.jpg

4min00

Douglas Santos

Cuiabá confirmou no final da manhã desta terça (30) a contratação do atacante Clayson, que estava no Bahia. O jogador de 26 anos chega por empréstimo do time baiano e terá vínculo com o time mato-grossense até o final do ano. O atleta, que também é ex-corintiano, vai se juntar com outros jogadores que já defenderam as cores do time paulista e que foram contratados pelo Dourado para a temporada 2021.

Clayson já desembarcou em Cuiabá, passou por exames médicos e físicos e assinou contrato com o Dourado. Conforme o clube, sua documentação já foi enviada à CBF, que deve regularizar a situação do atacante nos próximos dias, divulgando seu nome no BID.

O atleta foi revelado pelo União São João-SP, onde foi destaque na Copa São Paulo de 2012, aos 16 anos. Em seguida, foi negociado com o Ituano, onde atuou de 2013 a 2015. Em 2017 ajudou a levar a Ponte Preta à final do Paulistão e foi eleito a revelação do campeonato.

No ano seguinte, o jogador assinou com o Corinthians por quatro temporadas, contribuindo para a conquista do Brasileirão em seu primeiro ano no clube paulista, além dos dois títulos estaduais seguintes. Foram 112 jogos oficiais pelo Corinthians, com 14 gols marcados.

Conforme o presidente Guilherme Bellintani, Clayson não fazia mais parte dos planos do Bahia.  No início de março, Bellintani já havia revelado que conversava com outros clubes para encontrar uma nova equipe para o meia-atacante.

O Bahia alegou que está com dificuldades no caixa e atrasos em pagamentos ao elenco e, por isso, as negociações entre os times ganharam força nos últimos dias. Dessa forma, o time pretende aliviar a folha de pagamento.

Clayson foi contratado pelo Tricolor de Aço no início de 2020 por R$ 4 milhões, quando ele mesmo acabou reconhecendo que não teve um bom ano no time baiano. Em 42 partidas com a camisa do Bahia, ele marcou três gols e deu três assistências.

O ex-corintiano deve se juntar a outros jogadores que também já defenderam as cores do Corinthians, são eles: o goleiro Walter, o zagueiro Marllon, o lateral-esquerdo Uendel e os atacantes Jonathan Cafú e Elton.

Fonte RD News / Foto Asscom Dourado


Redacao27 de março de 2021
WhatsApp-Image-2021-03-27-at-09.07.56.jpeg

1min00

A CBF definiu a data e o horário para a partida entre Cuiabá e 4 de Julho (PI), pela segunda fase da Copa do Brasil. As duas equipes se enfrentam no próximo dia 15 de abril, às 18h (de Cuiabá), no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, com transmissão pelo SporTV. O Dourado eliminou o Sergipe na primeira fase, enquanto que o 4 de Julho, da cidade de Piripiri (PI), venceu o Confiança (SE). 

Fonte: Olhar Direto


Redacao26 de março de 2021
6621f501d0ea2b16ef5ed485147819ff.jpg

3min00

O duelo da Supercopa 2021 entre Flamengo e Palmeiras deverá ser realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A Arena Pantanal, em Cuiabá, estava no páreo junto a outros estádios para receber a decisão marcada para o dia 11 de abril, agora também com possibilidade de público de até 7 mil pessoas.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não confirmou o local do jogo, mas o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, cravou nesta sexta (26) que a disputa entre os campeões do Brasileirão e da Copa do Brasil será no DF.

Além disso, conforme noticiado pelo ge, o governador também falou que o plano é que a disputa entre Flamengo e Palmeiras seja a primeira partida com público no DF desde o início da pandemia. A ideia é que cerca de 7mil profissionais de saúde vacinados contra a Covid-19 possam assistir ao jogo das arquibancadas. A CBF também ainda não se pronunciou sobre a possibilidade de público vacinado na decisão.

Além do estádio mato-grossense, outros estádios também se candidataram para receber a partida – o Rei Pelé, em Maceió, e a Arena das Dunas, em Natal.

O Mané Garrincha ganhou força nos últimos dias para receber o duelo, isso porque a arena da capital federal, que recebeu a disputa em 2020 – Flamengo 3 a 0 Athletico-PR -, já era a favorita da CBF para a decisão em 2021. Além disso, o estádio também levou vantagem em fatores como a facilidade da malha aérea e a oferta de hotéis próximos ao estádio.

Em fevereiro deste ano, a Arena Pantanal sediou a final da Supercopa sub-17, entre Fluminense e São Paulo. Na ocasião, o time Tricolor foi campeão.

Fonte: RD News / Foto : Claudio Reis